COLEÇÕES

Movimentos Pelos Direitos Humanos

Identificação:

Denominação: MOVIMENTOS PELOS DIREITOS HUMANOS
Sigla: (MOV DIR HUM)
Natureza do Conjunto: Coleção
Data Limite Inicial: 1975
Data Limite Final: 1993
Quantidade: 1 caixa arquivo

Contextualização:

História Administ./Biografia: As primeiras preocupações em torno da defesa dos interesses humanos datam de épocas muito antigas. A República de Platão e os trabalhos da democracia grego-romana são alguns exemplos que ilustram o tema. No entanto, foi a declaração Francesa dos Direitos do Homem e do Cidadão (1789), o marco a partir do qual se delinearam os contornos das lutas contemporâneas pelos Direitos Humanos, reafirmados e relembrados, em 1948, em Paris, quando a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou a "Declaração Universal dos Direitos Humanos". A partir daí, uma tutela internacional dos direitos humanos foi sendo promovida a nível de órgãos, mecanismos, instituições e de pessoas físicas e jurídicas. Na América Latina, podem ser citados como exemplos, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos e a Corte Interamericana de Direitos; nos Estados Unidos, o "Center for Study of Human Rights" e, na Inglaterra, a "Amnesty International".
Também no Brasil, surgiram idéias, textos, manifestações e lutas em favor dos direitos humanos, que, ao longo do tempo, foram se desenvolvendo e se organizando. Sobretudo a partir do golpe militar de 1964, movimentos se multiplicaram, partindo de iniciativas variadas, envolvendo doferentes instituições e setores da população e, muitas vezes, desdobrando-se em outros movimentos com novas conotações.
Formada pela CEDIC a partir de doações, a Coleção Movimentos pelos Direitos Humanos comporta documentos de diversas organizações, tais como: Comissão Ecumênica do Menor, Anistia Internacional, Movimento Nacional de Defesa dos Direitos Humanos (MNDDH), Paz Agora, Serviço Nacional de Justiça e Não Violência, Movimento Feminino pela Anistia, Organização Comunitária pelos Direitos do Preso, Serviço de Intercâmbio Nacional de Defesa dos Direitos Humanos, entre outras.
Hist. Arquivística/ Procedência: os documentos foram adquiridos através de doações diversas. Entre os doadores: José Adão, em 1991 e 1992, Biblioteca Central da PUC/SP, em 1991, Centro de Documentação e Pesquisa Vergueiro CPV), em 1992, Centro Acadêmico de Serviço Social da PUC/SP, em 1993, Instituto de Estudos Especiais (IEE) da PUC/SP, em 1993, Instituto de Relações Latino-Americanas (IRLA), em data não localizada, Hemeroteca da PUC/SP, em 1994, e CEDEM/ UNESP, em 2008.

Conteúdo e Estrutura:

Âmbito e Conteúdo: a Coleção compõe-se de relatórios da reunião do Movimento Nacional dos Direitos Humanos, textos sobre o Movimento pela Anistia, violência policial, direitos humanos, exilados políticos, revoluções, guerrilhas e corrida armamentista, cadernos populares, estatísticas sobre a situação do menor, folhetos sobre anistia, direitos humanos e acordo de paz, memorandos acerca da questão indígena, trabalhadores rurais, desmatamento e moradia, crianças e adolescentes, correspondência de presos políticos e membros do Movimento pela Anistia, matérias de imprensa sobre desaparecidos políticos e órgãos de segurança, livretos sobre o papel de idosos e deficientes na sociedade, código de defesa do consumidor, declaração universal dos direitos humanos e manual de defesa dos direitos humanos, folheto sobre ciclo de debate, letras de músicas, manifesto contra a violência no campo, comunicado do sindicato dos jornalistas, manifesto sobre prostituição, e cartões postais com imagens da Coleção de Cartazes do Fundo ASMOB.
Sistema de Arranjo: parcialmente organizada.

Condições de Acesso Uso:


Condições de Acesso:
Instrumentos de Pesquisa: . Inventário Topográfico da CEDIC. São Paulo, 1992. (datilografado)

Notas:

Notas: