COLEÇÕES

Movimento Punk

Identificação:

Denominação: Movimento Punk
Sigla: MOV PUNK
Natureza do Conjunto: Coleção
Data Limite Inicial: 1919
Data Limite Final: 2003
Quantidade: 46 caixas arquivo, 3 compact disk e 20 cassetes

Contextualização:

História Administ./Biografia: No final da década de 1970, as primeiras informações sobre o Movimento Punk europeu chegaram ao Brasil através de discos e revistas para a juventude consumidora da época. Após alguns anos, em meados de 1977, o Brasil passa a ter o seu próprio Movimento Punk ainda visto pela grande imprensa, que noticiava a respeito, como uma tendência de moda, confeccionada por grifes nacionais, e como algo vinculado a brincadeiras de jovens.

Ao contrário do que se noticiava, o Movimento Punk brasileiro estava articulado às diversas tendências internacionais, culturais e políticas de transformação do jovem, principalmente da juventude mais empobrecida das cidades, e consequentemente da sociedade. Influenciado por ideologias políticas anárquicas, nazistas e socialistas, o Movimento vai criar uma própria ideologia punk, em que se luta contra todo tipo de sistema opressor. A ideologia passa a ser divulgada através de fanzines, principal veículo de comunicação do Movimento. Neles também são veiculadas informações a respeito da música e da cultura punk, através da apresentação de nomes e trabalhos das bandas internacionais e nacionais.
Em 1982, o grande público, toma contato com o primeiro lançamento de um disco comercial de música punk brasileira Grito Suburbano e depois com a realização do festival O Começo Do Fim Do Mundo, o primeiro grande evento de punk realizado no Brasil.

Depois disso, os grupos punks se multiplicam pelo Brasil, principalmente em São Paulo, na zona leste da capital, apresentando a existência de um mercado punk especializado de pequenas gravadoras independentes, produção de shows, locais de encontros e de divulgação de músicas punks nacionais. Nos anos 80, passam a existir muitas facções dentro do movimentos punk internacional e nacional, mostrando divergências e complexidades em seus interiores. No movimento brasileiro, os documentos destacam os "Carecas do Subúrbio", que tiveram presença na grande imprensa nos anos 1990 pelos seus atos de violência contra segmentos da sociedade.

Em meados dos anos 1980 e 1990, embates aparecem dentro do Movimento, como os de que bandas de músicas mais estruturadas estavam chamando a atenção de grandes gravadoras multinacionais, significando para a ideologia punk participar de um sistema mercadológico que sempre criticou; os de adoção de uma língua universal, como o Esperanto, significando romper com os atuais sistema de linguagem; adoção de um visual comum entre os militantes punks, etc.
A Coleção vem expressar as várias tendências do Movimento Punk nacional e internacional e, sobretudo, reunir um número significativo de fanzines que expressam as suas diversas formações e fases.

Hist. Arquivística/ Procedência: Os documentos foram reunidos por Antônio Carlos de Oliveira e doados ao Centro em 14/08/2000.

Conteúdo e Estrutura:

Âmbito e Conteúdo: A Coleção compõe-se de correspondência, cartões com endereços, caderno de anotações sobre reuniões do Grupo PHORKO, relações de materiais do Grupo PHORKO, textos relacionados ao anarquismo, objeção da consciência e anti-militarismo, textos em e sobre Esperanto, textos e artigos jornalísticos sobre anarquismo, bandas, análise de gestão, grupos e movimentos anarquistas do Reino Unido, textos-manifestos anti-capitalismo e relativos a manifestação de 7 de setembro, textos sobre campus da USP, atentados neo-nazistas no Brasil (Núcleo de Estudos de Violência USP), reportagens, fanzines, jornais e revistas de vários países como Uruguai, Argentina, Espanha, França, Venezuela, Itália, França e México, tratando de luta operária, anarquismo, música, anti-militarismo, presos políticos e bandas, manifestos, fotografias de bandas, como as do show do Ramones e as da turnê do Cólera, e de manifestações, fotocópias de fotografias de shows e manifestações de punks, panfletos anarquistas, culturais e de programa de cursos, revista especial “Sex Pistols File”, folhetos de propaganda institucional, de projetos, de produtos, religiosos, culturais, informativos sobre vegetarismo, política, clonagem, perfis de movimentos sociais, mulher, folhetos manifestos sobre ecologia, movimento anti-McDonald, homossexualismo, presos políticos, folheto de concurso, folhetos de proposta orçamentária da prefeitura, folhetos de oração religiosa, folhetos de acompanhamento de peça teatral e dança, informativos AELI (Associação Ecológica Libertária Internacional), cartazes de programação cultural e de cursos, shows e festas anarquistas e punks, cartazes sobre anarquismo, 1° de maio, presos políticos, revolução, anti-militarismo, divulgação de órgãos e instituições anarquistas, capas para revistas anarquistas e fitas VHS, formulários de pedidos de camisetas, fanzines, posters, fitas K7, adesivo, vídeo, fotos, pedais, formulários de inscrição, papel timbrado “Lanterna”, livros, carimbo do arquivo do Eco PUNK, do Projeto ALDA (Anarquistas na Luta dos Animais) e Impresso, fotocópias de artigos sobre nazismo, presos políticos, violência, anarquismo, música, movimento PUNK, filipetas do “Cinéfilo”, carta de programação, catálogos de revistas, livros, fanzines, fita de vídeo, camiseta, fitas de música, CDs, pedidos de donativo para free-skool, rótulo de identificação de música de long play, recortes de propaganda de fanzines, grupos anarquistas, produtores de split cassete, sebo de livros, logotipo “punk”, crachá de identificação de participantes em festas de hip-hop, ficha de solicitação para emissão de carterinha UMES, notificação de exibição de filme, bottom, carta de contato e informação sobre MAP e banda Spit Boy, estatuto de centros acadêmicos, guia de ruas para ida a eventos, carta de solicitação de apoio a Mumia e ao projeto ALDA, convites, listas de endereços de grupos e instituições punks, fotocópia de encarte de CD musical (letra de música), relatório de atividades pela Uni-Livre, logotipo de clube esportivo: Corinthians, abaixo-assinado sobre preso político, adesivos com manifestações políticas, pauta, calendário, propostas, relatórios de atividades e de eventos, ata de reunião, proposta de discussão, formulário de cadastro de assinantes, ficha de avaliação dos militantes, textos de formação e proposta de bandas punks, letras de música, relatório de atividades da Federacion Anarquista Uruguaya, dossiê de princípios anarquistas (proposta, questionário, textos com ideais, cartas), relatório de estrutura de organização do GATU, PHORKO, GANAA, Sociedade Alternativa, histórico e funções de associações e espaços culturais, dossiê União Geral dos Trabalhadores/SP (relatório, tese, proposta de reformulação), dossiê COB (Confederação Operária Brasileira: relatório de análise e propostas de formação e reformulação da COB, depoimentos de identificação com o anarquismo e a COB, relato de ações da COB), relato de passeata, proposta de criação do Phorko Núcleo, relatório de atividades do 1° Encontro Punk/Libertários em Belo Horizonte, manifesto do 2° Encontro Punk/Libertário em Curitiba, calendário de ações, relatório de atividades e reportagem sobre show e Encontro em Salvador, convite para participação de Encontro de bandas em Guarulhos, relato de agressão/prisão ao MAP, declaração policial, carta convite ao ANA para participação de evento no Nordeste, relatório do 2° Encontro Nacional Anarco-Punk-Libertário em Curitiba, informativo e relatório de análise do movimento “Outros 500”, boletim de ocorrência, carta sobre confusão no show promovido pelo Coletivo Anarco Feminista, texto do Encontro de Punks e Libertários em Maringa (crítica ao 1° de maio), proposta de criação de grupos orgânicos, proposta de criação da Conferência Anarquista do Grupo de Articulação Pró-Federação, dossiê ALDA (proposta para discussão, estrutura organizacional), carta de princípios, históricos sobre o Centro de Cultura Social, 1º de Maio, Pró-COB/AIT, projeto de elaboração da Revista Mutirões, pautas de reuniões, proposta de educação anarquista, históricos de publicações e acontecimentos sobre anarquismo e comunismo, desenhos, adesivos, convites para encontros, exibição de filmes, exposições, lançamento de livros, cartões postais, listas de endereços, poesia anarquista, entrevista com Zé do Caixão/J.Mojica Marins, lista (em branco) de abaixo-assinado contra censura, lista de aquisições de periódicos pela CEDRAU (UNESP), caderno “bolsa de livros” com títulos da biblioteca, relação de livros emprestados, volumes encadernados (n°1: panfletos de shows, bandas e informações políticas, cartas, catálogos de camisetas, formação e letras de música da banda Repressão, informativo, textos, folhetos e textos manifestos, xerox de fotos, texto do NCP sobre o movimento punk, desenhos, xerox de gravuras, formação e ideais do MCP, publicações periódicas, xerox de capa de publicação periódica; n°2: gravuras, cartas, xerox de reportagens, texto e folheto manifesto, entrevista com a banda “Garotos Podres”, desenhos, formação, ideais e estruturação do c.l.i.t.o r.i.s, propaganda de núcleos, bandas e zines, letra de música, flyers de shows, panfletos de shows e informação política, história em quadrinhos sobre anarquismo e crítica social, texto de ideais da FNAP (Frente Nacional Amor e Pátria), xerox de gravuras e bandas; n°3: desenhos, texto de divulgação de lançamento de LP, pela Devil Discos, texto sobre liberdade e punks e crítica social escrita pelo NCP, texto com diferentes concepções de Estado em diferentes sociedades (inca, grega, babilônica), texto de defesa da ecologia, crítica social e de defesa de presos políticos, panfletos de shows, bandas e informações políticas, informativo, propaganda de zines e bandas, cartas, publicações periódicas, fanzines, xerox de reportagens, xerox de gravuras, letras de música; n°4: xerox de gravuras e de reportagens, cartas, informativo ecológico, propaganda de núcleos, zines e bandas, panfleto de shows e informação política, relato da manifestação de 7 de setembro, letra de música, catálogo de bottons e “patches”, publicação periódica, panfleto de programação cultural, fanzines; n°5: panfletos de informação política e de propaganda, cartas, catálogo, propaganda de grupos e banda, folheto manifesto, xerox de gravuras, letras de música, formação da banda “Dever de Classe” e entrevista com a banda “Histeria”, formação da banda “Desordem e Regresso”, informativo, publicação periódica, relato de evento anti-militar em comemoração do ano da Bomba de Hiroshima, desenho, xerox de reportagem, histórico do programa radialista “Ronda Alternativa”; n°6: texto punk e de anarquismo, publicação periódica, propaganda de banda e zine, cartas, folheto manifesto, formação do MCP, panfleto de show e informação política, xerox de fotos, formação da banda “Regime Karcerário”, letras de música, relato de encontro punk em 86), material de elaboração de zines”, dossiê TEATRO (peças do grupo Motim, texto sobre peças e programas radiofônicos, roteiro da peça de teatro: “musica de circo”, diálogos de uma cena da peça “Imparcialidade Constante”, teatro do grupo “Arte Viva e Subversiva”, folheto cultural do grupo de teatro Idealistas), cartões de arte, recibos de postagem, ingressos de show, projeto de capa de disco da banda Excomungado, projeto organização do Arquivo Canto Libertário, dossiê 20 anos movimento punk (fichas de perguntas encaminhadas a palestra, folheto de programação, rascunho de programação, esquema para elaboração de gravação - CD, vinil e K7 -  carta de “corrente” cultural, narração, folheto de conto de fábulas e poesias, encarte de publicação periódica xerocopiado, trecho de livro, entrevistas, carta manifesto, fotocópia montagem de ilustrações), proposta de criação de jornal para sustentação da FEL (Federação de Estudantes Libertários, dossiê PVC (recibos de contribuições dos participantes, anotações da movimentação financeira do PVC, endereços e relações dos alunos inscritos em cursos, quadros em branco de controle das atividades dos alunos, folha em branco com logotipo do PVC, proposta de pauta para reunião do PVC, registro de reconhecimento de firma, estatuto do PVC, rascunho do projeto “Clube de Xadrez”- PVC, rascunho de projeto de aulas de capoeira angola – PVC, panfleto de programação cultural, projeto de divulgação de propaganda do PVC), fitas cassete de Jello Biafra with D.O.A, Dead Kennedy’s, The Smiths, Coletânia Punk (Desajustados, Extrema Agonia, Celebro Distorcido, Lixo Atômico, Renegados), Resistência Anarquista, Legião Urbana e músicas diversas não identificadas, CDs musicais The Best of the Cockney Rejects, Fecaloma – Transgredir por transgredir e The Damned “Totally Damned”, fitas cassetes de palestras USPCORE – Semana da Contracultura punk “O punk na atualidade”, (Paralamas, Ariel, Hugo, Vila, Valo Velho), USPCORE – Semana da Contracultura punk “Punk, Cultura e adolescência”, Anarquismo e Adolescência, A trajetória musical da contracultura: o rock e a cena punk (Celso Favareto, Kid Vinil, Josimas, Valo Velho), dossiê Antônio Carlos (textos sobre trabalho o “Os zines contam uma história sobre os punks- 82 a 84”, correspondência enviada e recebida sobre a Coleção, fichário alfabético sobre atividades punks: bandas, fanzines, impressão de e-mails respondidos e enviados, eventos do Fórum de Educação da Zona Leste, apostilas de curso, relação do arquivo punk, anotações do arquivo punk anotações, comprovante de pagamento), dissertação de mestrado, textos de análise sócio econômica, cartas abertas, resenhas de livros, cadernos da UNICAMP, proposta para projeto de pesquisa.

Sistema de Arranjo: A Coleção encontra-se organizada. Alguns conjuntos documentais que aparecem em maior volume foram classificados, outros com menor volume encontram-se mesclados entre si. Algumas das publicações periódicas que compõem a Coleção encontram-se identificadas e acondicionadas na Hemeroteca do Centro.

Condições de Acesso Uso:

Condições de Acesso:
Instrumentos de Pesquisa: Não há

Notas:

Notas: